Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2010

EntreMundos #14 - EntreParenteses

por Banshee Dulac 


Cleromancia (sistema de previsão do futuro a partir do lançamento de dados de seis faces. Originaram-se no Egito antigo de 3500 antes de Cristo, passando pelos gregos e romanos que os esculpiam em ossos retirados das patas de carneiro, denominados ASTRÁGALOS).




Rabdomancia (Procura, por meio de uma varinha ou forquilha de madeira, de uma fonte de água ou de objetos escondidos. Largamente utilizada na antiguidade e na Idade Média).

EntreMundos #14 - EntreDatas

Esbats:
01/09 – Lua Minguante em Gêmeos. (14h 23min).
07/09 – Lua Negra em Virgem. (6h 52min).
08/09 – Lua Nova em Virgem. (7h 31min).
15/09 – Lua Crescente em Capricórnio. (17h 29min).
23/09 – Lua Cheia em Áries. (6h 18min).
01/10 – Lua Minguante em Câncer. (0h 53min).
06/10 – Lua Negra em Libra. (16h 51min).
07/10 – Lua Nova em Libra. (15h 46min).
14/10 – Lua Crescente em Capricórnio. (18h 28min).
22/10 – Lua Cheia em Touro. (23h 29min).
30/10 – Lua Minguante em Leão. (9h 47min).

Sabbats:
23/09 – Mabon (HN) e Ostara (HS). (0h 09min).
31/10 – Samhain (HN) e Beltane (HS).

EntreMundos #14 - EntreEditores

Quem não gosta de saber o que está por vir? Desde sempre o homem busca saber o que lhe acontecerá, na tentativa de se preparar para o acontecimento vindouro ou de mudar a sua sorte. A arte da adivinhação está difundida nas mais diversas sociedades e povos, em todas as épocas, ainda que se alternassem em práticas populares, amplamente aceitas ou em métodos herméticos e secretos. Bruxos são conhecidos, sobretudo, pelas consultas que fazem sobre a sorte dos não iniciados na Arte Antiga, a sua e de seus irmãos de religião, e nenhum momento é mais propício para tais atividades do que o ápice do Outono, onde encontramos o dia mágico dos antigos celtas, quando o véu que separa os mundos é mais tênue, dia este que nem era mais do ano velho e ainda não pertencia ao novo, o dia entre os anos: Samhain.
Nesta edição, buscamos como tema as práticas oraculares e suas histórias, o fazer divinatório e seus percalços, na tentativa de criar um ambiente propício para que você possa prever seu novo ano e …

EntreMundos#10 - Parte 3

EntreDatas

Sábado, 30 de janeiro 03h19min
Esbat Lua em Leão - Momento de mudanças, onde se propõe a criatividade artística e a projeção de boas energias não somente para si, mas para todo o planeta. Velas Amarelas e Douradas. Ervas: Sálvia, Louro, Mirra, Alecrim, Benjoim. Flores amarelas: Calêndula, camomila, girassol, margarida, palmas. Pedras amarelas: Citrino, Topázio, Pedra do Sol, Pirita, Âmbar. Óleo: Heliotrópio, Neroli, Tangerina, Angélica. Incenso: Sândalo e Acácia. Roupas Douradas. Objetos de Ouro. Globo Terrestre. Tocha.Comemore com bolo de especiarias, chá indiano, suco de maracujá ou laranja.

Terça, 02 de Fevereiro
Imbolc (HN) - Festival do Fogo. Pico do Inverno. Celebre a Senhora do Fogo. Colha pedras para o círculo. Cores: laranja e branco. Pedras: jaspe, âmbar, coral, berilo. Incenso: Olíbano, sândalo, cravo e canela. Varra e purifique tudo. Abençoe as velas. Acender vela na janela. Fazer Cruz de Brigit. Desperte a criatividade (Poesia, canções, narrativas, etc). Coroa de …

EntreMundos#10 - Parte 2

Entre Parenteses
por Tyw Irving Dulac

Âmbar (resina fossilizada de árvores tipo pinheiro. Regida pelo Sol, traz sorte, cura e beleza. Num coven é utilizado em colar pela Suma Sacerdotisa.

Coroa de Velas (os anglo-saxões costumavam coroar uma jovem, representando a Deusa Virgem com uma coroa de velas representando a Roda do Ano e, a Luz do So no dia de Imbolc).




EntreMundos#10 - Parte 1

EntreEditores

No fogo de Brigith nos aquecemos. No momento em que o inverno começa a declinar e as flores insistem em nascer, a grande senhora do fogo triplo se manifesta. Muitas coisas estão para acontecer dentro da nossa pequena comunidade: Iniciações, dedicações, reencontros. Momento de assumir compromissos novos e reafirmar os antigos, quando a promessa do sol nascente é eminente. Mais uma vez a roda se renova e com ela os anseios pela continuidade de com a Mãe trilhar nossos caminhos que nem sempre são tão fáceis. Rupturas, fins, abandonos, tudo é lançar-se. Assim também como novos começos, renascimentos, laços firmados.

Então, com a massa de velas iluminemos, abençoemos os campos a serem semeados e trilhemos nossos caminhos, sempre EntreMundos.

Samildanach Dulac
Editor do EntreMundos